Cultura Educação Rio de Janeiro SMASDH Teresa Bergher

Projeto ID Jovem dá meia-entrada e mais acesso a transporte, cultura e lazer aos jovens de baixa renda

A prefeitura do Rio, por meio da Secretaria de Assistência Social e Direitos Humanos, vai realizar um mutirão para cadastrar as famílias dos jovens a fim de que eles possam participar do ID Jovem. O projeto, do governo federal, dará descontos em transporte, cultura e lazer. Os técnicos da prefeitura ficarão de plantão em 16 escolas públicas estaduais para fazer os cadastros. Eles também vão orientar os estudantes e seus familiares a procurar o Centro de Referência da Assistência Social (Cras) mais próximo de suas residências, sobre a documentação necessária para que sejam inseridos ou atualizados no Cadastro Único, além de explicar como adquirir o NIS (Número de Identificação Social).

O projeto Identidade Jovem (ID Jovem) foi lançado, hoje, no Museu do Amanhã, em parceria com o Governo Estadual, Secretaria Nacional de Juventude, Degase e a CEF. Os beneficiários do projeto ID Jovem têm que ter entre 15 e 29 anos, cuja família tenha renda mensal de até dois salários mínimos e que já estejam inscritas no Cadastro Único para programas sociais do governo federal. Os técnicos dos serviços de convivência participarão da capacitação sobre o novo projeto.

– Precisamos assegurar que os nossos jovens tenham, cada vez mais, acesso às artes, à visitação de outras cidades, aos eventos artístico-culturais e esportivos. Viabilizar a meia-entrada é uma maneira de fazer com que essa juventude se interesse mais pela cultura de seu país e esse projeto vai facilitar ainda mais esse caminho, explica a secretária Teresa Bergher.

ID Jovem no celular: basta baixar o aplicativo “ID JOVEM”, informar o número do NIS, nome, data de nascimento e nome da mãe ou acessar o site www.caixa.gov.br e preencher o formulário virtual com as informações pessoais.

Sobre ID Jovem: o Estatuto da Juventude, instituído pela Lei 12.852, de 5 de agosto de 2013, definiu 11 eixos de direitos, entre eles destacam-se dois eixos que apresentam benefícios diretos aos jovens, que são o direito à cultura, ao território e à mobilidade. Assim, esses jovens vão passar a ter acesso a eventos culturais, artísticos e esportivos, mediante o pagamento de meia entrada. Já o direito relacionado ao território e à mobilidade prevê a reserva de duas vagas gratuitas e duas com desconto de 50%, no mínimo, no transporte interestadual convencional, por ônibus, trem ou embarcação.

0 comentário em “Projeto ID Jovem dá meia-entrada e mais acesso a transporte, cultura e lazer aos jovens de baixa renda

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s