Hoje, ao passar pela Av. Brasil na altura de Bonsucesso, fiquei angustiada com o número crescente de usuários de crack. Há menos de um ano eram aproximadamente 20, no máximo 30. Hoje são mais de 100!
A Secretaria de Assistência Social realizava operações no local, mas sem um programa para dependentes químicos, eles acabavam voltando. Afinal, qual foi a metodologia utilizada agora pela secretaria, concluindo que o número de moradores em situação de rua diminuiu? Até o final do governo passado eram 14.279; levantamento realizado pela secretaria através de suas assistentes sociais! Que novidade é essa que agora são apenas 4.628? Quem pensam que enganam? É visível o aumento! Não apenas no centro e zona sul, mas em todos os bairros. O slogan “vamos cuidar das pessoas”, que me sensibilizou, foi apenas um slogan de campanha. Que decepção!

2018-03-29_O GLOBO

https://m.oglobo.globo.com/rio/estudo-da-prefeitura-diz-que-rio-tem-4628-pessoas-em-situacao-de-rua-676-menos-que-em-2016-22533647

0 comentário em “Crack se alastra, quem não vê?!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s