O prefeito Crivella enfrenta na Câmara Municipal um momento de extrema fragilidade. 33 parlamentares votaram a favor de uma emenda desfavorável a ele, inclusive seu líder de governo. A emenda previa, que, em caso de impeachment do prefeito, seu substituto seria escolhido pela Câmara, equiparando a legislação municipal à estadual e federal, que, prevêem, que a partir do terceiro ano de gestão do presidente ou governador, havendo a vacância, a eleição passará a ser indireta. Hoje, a Lei Orgânica Municipal diz que este critério passa a valer apenas no último ano de mandato do prefeito.
Votei favorável à emenda, por entender que realizar eleições para um mandato tampão de pouco mais de um ano e meio traria um custo enorme aos cofres públicos, já tão deficitários.
Assista ao vídeo do RJTV

#impeachment #crivella #prefeitodorio #prefeitura #votação #câmaramunicipal #riodejaneiro #rj #teresabergher #vereadoradoRio #garraecoragememdefesadoRio

Professora por formação, comecei a fazer política há 35 anos, ao lado do meu marido, o falecido deputado Gerson Bergher. Fui subprefeita de Copacabana e administradora regional da Maré. Estou no meu quarto mandato parlamentar, e sou reconhecida como uma fiscalizadora implacável do orçamento municipal do executivo, além de presidir hoje com muito êxito a Comissão de Defesa dos Direitos Humanos na Câmara Municipal do Rio.

0 comentário em “IMPEACHMENT PROTOCOLADO

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s