A proposta de aprovação de R$ 3,8 bilhões para o fundo eleitoral é um acinte ao cidadão. As prioridades que deveriam nortear a política no nosso país foram deixadas de lado, em especial a saúde e a educação. Enquanto se pensa em distribuir dinheiro para propaganda eleitoral, milhões de brasileiros vivem na extrema pobreza. Temos a impressão de que os deputados que votaram a favor desse aumento de 100% vivem num mundo paralelo, totalmente desconectado dos interesses dos cidadãos que os elegeram. Revoltante, inaceitável. O pior é que esses absurdos desgastam toda a classe política, todos acabamos sendo colocados no mesmo balaio de gatos.

#fundopartidário #fundoeleitoral #absurdo #vergonhoso #estamosdeolho #teresabergher #vereadoradoRio #garraecoragememdefesadoRio

Professora por formação, comecei a fazer política há 35 anos, ao lado do meu marido, o falecido deputado Gerson Bergher. Fui subprefeita de Copacabana e administradora regional da Maré. Estou no meu quarto mandato parlamentar, e sou reconhecida como uma fiscalizadora implacável do orçamento municipal do executivo, além de presidir hoje com muito êxito a Comissão de Defesa dos Direitos Humanos na Câmara Municipal do Rio.

0 comentário em “FUNDO INDECENTE

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s